alla Filosofia Dialogica, Letteratura, Relazioni Internazionali, Scienze Interculturali, Diritti Umani, Diritto Civile e Ambientale, Pubblica Istruzione, Pedagogia Libertaria, Torah, Kabballah, Talmude, Kibbutz, Resistenza Critica e Giustizia Democratica dell'Emancipazione.



ברוך ה"ה







mercoledì 2 luglio 2008

AND I WOULD NOT WAKE YOU UP FROM THIS SLEEP, SON! (tradução do original em português)


AND I WOULD NOT WAKE YOU
UP FROM THIS SLEEP, SON!

On my chest you always arises
and I would not wake you up from this sleep, son,
and if no longer be confident and sensitive of the
beats of the heart of this dad, poet.

And under your chest let me feel
The paused beats within your chest;
And your live blood in soft veins
I feel my old veins been warmed by yours;

And this working hands of mine sliding with love
Following the mold of you little body,
your little feet, back, shoulders and face ...

And you feel so lying on my chest,
So intense the heat of your little body sleeping
So in my veins, living my life!

------------------------

Author
From Giuseppe Pietro Nardella-Dellova ( to Abrahan )
São Paulo, December 24, 1984 at 1pm.

Traslation:
Abrahan Alessandro ( to Elijah Amadeo )
Freehold, USA July 2, 2008 at 1pm

texto original em português
E NÃO ACORDAREI VOCÊ DESSE SONO, FILHO!
Sobre o meu peito você se coloca sempre / e não acordarei você desse sono, Filho! / e se deixa ficar confiante e sensível / às batidas do coração deste bardo pai, / E sob o seu peito me deixo sentir / As pausadas batidas dentro do seu peito; / E o seu vivo sangue nas tenras veias / Sinto aquecer as velhas veias minhas; / E as mãos calejadas se deslizam com amor / Acompanhando o molde pequeno do seu corpo: / Os pezitos, as costas, os ombros e a face... / E sinto você tão sobre o meu peito deitado, / Tão intensamente em meu calor dormindo, / Tão em minhas veias vivendo a minha vida!
(publicado no livro NO PEITO HÁ UMA PORTA QUE SE ABRE, 1989)

Foto de ilustração: Abrahan e Elijah Amadeo (30.6.2008, USA)

1 commento:

Ana Claudia ha detto...

Professor Dellova,

Salve!

Li seus 4 últimos textos e me envolvi completamente em suas palavras...emocionei-me muito...
Perfeitos!!

Baccio.