alla Filosofia Dialogica, Letteratura, Relazioni Internazionali, Scienze Interculturali, Diritti Umani, Diritto Civile e Ambientale, Pubblica Istruzione, Pedagogia Libertaria, Torah, Kabballah, Talmude, Kibbutz, Resistenza Critica e Giustizia Democratica dell'Emancipazione.



ברוך ה"ה







martedì 12 agosto 2008

Conversão ao Judaismo


Conversão para Judaísmo - Princípios judaicos
pela Aish

E quanto ao não judeu que deseja se converter ao Judaísmo?

Qualquer não judeu pode se tornar um judeu se convertendo. Uma vez que ele se converte, se torna judeu em todas as instâncias e sua relação com D'us é do mesmo nível que a de qualquer outro judeu. Diferentemente de muitas outras religiões, o Judaísmo não ordena que todas as pessoas se convertam para a religião judaica. Maimônides explica que qualquer ser humano que observa fielmente as "7 Leis de Noah" merece um lugar adequado no céu.

A Torá de Moisés é uma verdade para toda humanidade, sendo a pessoa judia ou não. E também, o Templo sagrado não beneficia somente aos judeus. Quando o Rei Salomão construiu o Templo, pediu a D'us que também desse atenção à oração do não judeu que vem para o Templo (Reis I 8:41-43). O profeta judeu se refere ao Templo como uma "Casa para todas as nações" (Isaias 56:7). O Templo era o centro universal de espiritualidade, um ponto concentrado onde a consciência de D'us infiltrava no mundo.

Antigamente, o serviço no Templo Sagrado durante a semana de Sucot apresentou um total de 70 oferendas de touro. Estas oferendas, segundo o Talmud, correspondem a cada uma das 70 nações do mundo. De fato, o Talmud diz que se os Romanos (que destruíram o Templo) tivessem percebido quanto benefício eles próprios tinham do Templo Sagrado, eles nunca o teriam destruído!

Mas, e quanto ao não judeu que deseja se converter ao Judaísmo? De acordo com o Código de Leis Judaico (o "Shulchan Aruch"), existem três requisitos para uma conversão válida. Os requisitos são:

1) Mitzvá - Ele deve acreditar em D'us e na divindade da Torá, como também aceitar cumprir todos as 613 mitzvot (mandamentos) da Torá.

2) Milá - Os convertidos devem passar por uma circuncisão feita por um "Mohel." qualificado. No caso de já ter sido circuncidado por um médico, passa, então por um ritual chamado "hatafat dam".

3) Mikvê - Todos os convertidos devem imergir no Mikvê, um banho ritual ligado a um reservatório de água da chuva. Tudo o que foi detalhado acima deve ser feito perante um tribunal de três homens judeus que acreditam em D'us, aceitem a divindade da Torá, e observem as mitzvot.

A conversão deve ser motivada com o propósito exclusivo estar perto de D'us e de Sua Torá e não por outros motivos como dinheiro ou casamento. É desaconselhável se converter até que a pessoa seja capaz de aceitar as responsabilidades que uma conversão verdadeira requer.

Existem dois livros excelentes que explicam sobre este assunto:

- "O Ser Judeu" de Chaim Halevi Donin - "Becoming a Jew" de Maurice Lamm.

Existem dois livros excelentes que ajudam na conversão:

- "Migrant Soul" de Avi Shafran
- "The Bamboo Cradle" de Avraham Schwartzbaum

Publicado pela Aish na segunda-feira, 04 de novembro de 2002

Nessun commento: