alla Filosofia Dialogica, Letteratura, Relazioni Internazionali, Scienze Interculturali, Diritti Umani, Diritto Civile e Ambientale, Pubblica Istruzione, Pedagogia Libertaria, Torah, Kabballah, Talmude, Kibbutz, Resistenza Critica e Giustizia Democratica dell'Emancipazione.



ברוך ה"ה







lunedì 10 novembre 2008

QUESTÕES DE DIREITO CIVIL

CURSO DE DIREITO CIVIL BRASILEIRO
QUESTÕES DE DIREITO CIVIL
interação Professor/Aluno



CLIQUE NO QUESTIONÁRIO (link), VÁ À PÁGINA E RESPONDA ÀS QUESTÕES. NA DÚVIDA ou NECESSITANDO DE ESCLARECIMENTO, DEIXE UM COMENTÁRIO, MENCIONANDO O NÚMERO DA QUESTÃO. EM POUCO TEMPO VC OBTERÁ A MINHA RESPOSTA.
AO UTILIZAR A RESPOSTA, SIGA AS INSTRUÇÕES DE UTILIZAÇÃO AUTORIA/FONTE ABAIXO.
ABRAÇOS,

PROF. NARDELLA-DELLOVA


I - QUESTÕES DE HISTÓRIA DO DIREITO PRIVADO
estão sendo preparadas....
II - QUESTÕES DE LEI DE INTRODUÇÃO AO DIREITO CIVIL - LICC
estão sendo preparadas....
III- QUESTÕES DE FUNDAMENTOS DE DIREITO CIVIL (PESSOAS - BENS - FATOS JURÍDICOS)
estão sendo preparadas....


IV- QUESTÕES DE DIREITO DAS OBRIGAÇÕES (prontas)

clique neste link QUESTÕES DE DIREITO DAS OBRIGAÇÕES

V - TEORIA GERAL DOS CONTRATOS: (prontas)

clique neste link QUESTÕES DE TEORIA GERAL DOS CONTRATOS

VI - QUESTÕES DE CONTRATOS EM ESPÉCIE

clique neste link QUESTÕES DE CONTRATOS EM ESPÉCIE

VII - QUESTÕES DE RESPONSABILIDADE CIVIL
estão sendo preparadas....
VIII - QUESTÕES DE DIREITOS REAIS
estão sendo preparadas....
IX - QUESTÕES DE DIREITO DE FAMÍLIA
estão sendo preparadas....
X - QUESTÕES DE DIREITO DAS SUCESSÕES
estão sendo preparadas....


---------------------------
Maio, 2009

© Prof. Nardella-Dellova. Mestre em Direito pela USP. Mestre em CRe pela PUC/SP. Pós-graduado em Direito Civil e em Literatura. Bacharel em Direito e Licenciado em Filosofia. Rav na Sinagoga Scuola. Membro da UBE – União Brasileira dos Escritores (desde 1989). Autor dos livros AMO (1989), NO PEITO (1989), ADSUM (1992) e FIO DE ARIADNE (org. 1994), das traduções FILOSOFIA DEL DIRITTO PRIVATO (de P. Cogliolo, 1997) e GIUSTIZIA (de Z. Zini, 1999), bem como, das teses A PALAVRA COMO CONSTRUÇÃO DO SAGRADO (PUC/SP, 1998), A CRISE SACRIFICAL DO DIREITO (USP, 2000) e PROJETO DE CURSO DE DIREITO (MEC, 2003-08). Professor de Direito.
---------------------------
OBS.:
Responda às questões propostas e vamos nos valer do "comentários" desta página para interação entre Professor/Aluno e para o diálogo no que respeita ao Direito Civil.
Ao aproveitar as respostas aqui apresentadas, pedimos que, abaixo, mencione autoria e fonte, da seguinte maneira:

Nardella-Dellova, Pietro. Questões de Direito Civil, in Café & Direito: http://nardelladellova.blogspot.com/

Um forte e respeitoso abraço
do Prof. Nardella-Dellova

3 commenti:

Ana ha detto...

Mestre,gostaria de lhe pedir que poste o mais rápido possível as 40 questões combinadas, pois a demora na postagem prejudicará aos que não tem acesso a internet.

Boa noite!!!

Ana Carla A. Leal

Luciene Pimentel ha detto...

Boa noite Professor...

Referente as questões da chamada oral, me surgiu uma dúvida acerca dos elementos do contrato de Fiança, pois apesar de fazer uma leitura por dois doutrinadores (Venoza e Caio Mario) não consegui ter claro em minha mente a definição de tais elementos. Assim do meu ponto de vista acredito ser a forma e a fidúcia (confiança), mas também tenho dúvida se aplico ao mesmo supracitado os elementos do contrato da Venda e Compra, visto que este instituto é a base para os demais contratos.

Fico no aguardo e por enquanto muito obrigado.

Atenciosamente,


Luciene Pimentel

Valdirene Souza ha detto...

Ao mestre com carinho (e não é música!)
Alunos são iguais a filhos, quando crianças admiramos nossos pais, eles são verdadeiros heróis, sabem tudo! Crescemos e conhecemos nossa primeira professora, a "tia" e a adoramos, vamos crescendo e percebemos que os pais pegam no nosso pé pra tudo, eles se tornam chatos, afinal sabemos o que estamos fazendo! Já não podemos chamar nossas professoras de "tia" quando muito são as "Prô", e como são chatas! Pegam no nosso pé, e pra que aprender filosofia? Onde vamos aplicar essa tal História? E aí vem os primeiros erro, e cadê nossos pais? Vamos correr pra eles, mesmo sabendo da bronca, do sermão, do castigo, mas também sabemos que teremos nosso porto seguro, eles querem nosso bem, nos amam! E os trabalhos continuam, vem a faculdade, percebemos ou não, que é só o começo, e lá esta ele, agora o chamamos de "Mestre", mas como ele é chato! Trabalhos, provas, pega no nosso pé! Pra que? E ai vem as dificuldades, e lá esta ele, dando força, incentivo, motivando e dizendo você vai conseguir! Com o mesmo carinho de um pai! Mestre precisamos de você!