alla Filosofia Dialogica, Letteratura, Relazioni Internazionali, Scienze Interculturali, Diritti Umani, Diritto Civile e Ambientale, Pubblica Istruzione, Pedagogia Libertaria, Torah, Kabballah, Talmude, Kibbutz, Resistenza Critica e Giustizia Democratica dell'Emancipazione.



ברוך ה"ה







lunedì 13 luglio 2009

AMOR, EU VOU, E VOLTO!




Amor, eu vou, e volto!



Tenho que combater monstros, mas não voltarei monstrificado,
voltarei mais humano.



E não permitirei que o abutre me destrua diuturnamente!
As musas que vierem me visitar durante a noite,
não serão apenas consoladoras,
serão gente e poesia!



Darei o fogo do conhecimento, mas não darei tudo!
E nem permitirei que os que escolheram viver em cavernas,
levem a minha vida às suas profundidades psicóticas!
Irei, apenas irei, porque nasci para isto,
a fim de portar a Instrução e apontar o caminho...



Amor, eu vou, e volto!



Porque ouço um gigante, disforme, amaldioçoando o nome de HaShem.
Irei de encontro a ele, com o que tenho à mão!
Eu vou, amor, e volto!
Em uma das mãos trarei a cabeça desse gigante, agora emudecida,
mas, na outra, amor, trarei a suavidade e a poesia.



Trarei a taça do nosso vinho....



(Nardella-Dellova, maio, 2009)

6 commenti:

Wendel Oliveira ha detto...

Encantado!

Fernanda ha detto...

Não é necessário comentar... Simples, porém, completo, fantástico.

Leila Uzzum ha detto...

Com certeza não voltará monstrificado, pois conhece-te a ti mesmo, suas bases são sólidas, sua determinação tamanha, e suas escolhas as melhores , por isso rejeitará os monstros, e humanizar-se-há na troca do negativo pelo positivo.

bjs

Dulce ha detto...

Que bom que foi. Com certeza foste luz clareando a caverna. E quem te viu agradece...
Beijos com luz.

Coisinha do pai ha detto...

"O tempo é o senhor da razão".

Para algumas pessoas essa frase diz muito, e por um tempo também acreditei nela.
Hoje, descordo totalmente, pq o tempo não volta e, "...quando a gente olha é tarde demais, vê as marcas que ficaram pra trás, no caminho"...
E nada se apaga, só reencontramos dor. Potanto, "CARPE DIEM"!

Sabes que não voltará!!!!!!!!!!!!!!

AKODI MAKAMBA ha detto...

Belo, muito belo, quantos monstros temos que degolarsem contudo nos tornar-mos maus .... Hunamizar-se talvez seja isso, degolar monstros pelo fato de temos que elimina-los, a fim de chegar-mos a razão do amor, a humanidade...