alla Filosofia Dialogica, Letteratura, Relazioni Internazionali, Scienze Interculturali, Diritti Umani, Diritto Civile e Ambientale, Pubblica Istruzione, Pedagogia Libertaria, Torah, Kabballah, Talmude, Kibbutz, Resistenza Critica e Giustizia Democratica dell'Emancipazione.



ברוך ה"ה







mercoledì 15 dicembre 2010

TEORIA DA CONSPIRAÇÃO ou, IDIOTAS DE TODO GÊNERO



por Pietro Nardella-Dellova


Perguntaram-me há alguns dias, se eu acreditava em “evolução”. Minha resposta foi precisa: “não!”. E completei: “acredito na involução!”.

De fato (mas, não por ser convicto) há um processo de involução e, sem dúvida, vão ficando distantes as narrativas semíticas de Adam (do homem barro que recebe a luz e o sopro) e aquelas gregas de Prometeu (do homem verme que recebe o fogo), pois tem parecido que o homem vai apagando todas as luzes, sufocando na praia, e cuspindo na tocha!

Nem quero, hoje, escrever sobre esta coisa estúpida chamada “nacionalidade”, “território”, “soberania”, ou seja, das cercas feudais que se foram erguendo em torno de espaços universais. E, muito menos, desta outra coisa que se verifica em tempos de eleição, ou seja, “votos” fiéis, isto é, conceito pelo qual o candidato eleito – ou não, considera que o “sem número” de votos sejam objetos em sua mala de viagem! Não escreverei sobre o recenseamento chinês que busca, de modo frenético, descobrir se algum casal escondeu (do registro) filhos havidos fora da lei que permite (ali) apenas um filho! São assuntos que despertariam o ódio de robôs, sem cérebro e sem alma!

Odeio cercas nacionais, territoriais, federais, latifundiárias (e os donos das cercas). Igualmente, odeio candidatos que se colocam na posição messiânica de salvação do povo, da população (e odeio as massas que amam messias de todos os gêneros). Odeio leis que entram no espaço do “domus”, na “cama” e, assim, estabelecem o que deve ou não suceder ali!

Mas, dentre as milhares de coisas odiosas de conhecer (ou de saber) há uma que somente idiotas crônicos trazem para espaços de conversas. É a (ou as) teoria da conspiração! Quando alguém (e pior, se com algum diploma) começa a espumar e falar, com crença incontida, sobre “illuminati”, “nova ordem mundial”, “as treze famílias dominantes do mundo”, “o código da Vinci”, “os artistas e seus pactos com o diabo”, entre outras idiotices.

Para tais pessoas, o mundo está nas mãos de alguns, tudo gira em torno da vontade desses alguns. A primeira de todas foi a conspiração de “Satanás” e “um terço dos anjos dos céus” querendo depor o Ein Sof (אין סוף) – O Infinito! Na Idade Média (que não termina, cazzo!), as conspirações apocalípticas medievais! Ultimamente, Barak Obama e os líderes mundiais com seus sinais secretos! E, ainda mais ultimamente, Berlusconi querendo vender a Itália e a Dilma conspirando para estrangular todas as criancinhas intra-ulterinas – os nascituros! ´

Realmente, é um estado de psicopatia (ou possessão) coletiva!

Enquanto isso, o pão encarece – não porque umas famílias dominam as pessoas ou porque o “diabo” seja dono do mundo, mas, ao contrário, porque as pessoas idiotizadas com teorias da conspiração, perdidas em espumas e cuspes de falatórios religiosos - sem fim, presas em suas cercas de bambu, em seus messianismos mórbidos, em suas crenças políticas personificadas, vão apagando o fogo de Prometeu, desprezando o sopro vital da "Ruach HaElohim", e, como gosma móvel, ocupando espaços nas cavernas de sua própria estupidez!

1/11/2010

© Pietro Nardella-Dellova é Escritor e Poeta. Professor de Ciências Jurídicas e Sociais e Literatura em graduação e pós-graduação. Coordenador de Curso de Direito. Mestre em Direito pela USP e Mestre em CRe pela PUC/SP. Pós-graduado em Direito Civil e em Literatura. Formado em Direito e em Filosofia. Mestre na Sinagoga Scuola. Membro da UBE – U. B. dos Escritores. Autor dos livros AMO (89), NO PEITO (89), ADSUM (92), FIO DE ARIADNE (org/tex), A PALAVRA COMO CONSTRUÇÃO DO SAGRADO (98), A CRISE SACRIFICIAL DO DIREITO (2001) e, agora, do A MORTE DO POETA NOS PENHASCOS E OUTROS MONÓLOGOS (2009).

Outros textos, contato e informações vejam neste

Blog Café & Direito: http://nardelladellova.blogspot.com/
e pelo e-mail professordellova@libero.it

Nessun commento: