alla Filosofia Dialogica, Letteratura, Relazioni Internazionali, Scienze Interculturali, Diritti Umani, Diritto Civile e Ambientale, Pubblica Istruzione, Pedagogia Libertaria, Torah, Kabballah, Talmude, Kibbutz, Resistenza Critica e Giustizia Democratica dell'Emancipazione.



ברוך ה"ה







mercoledì 27 luglio 2011

Maga das Cores (in portoghese)




MAGA DAS CORES

Voou, então, ao meu encontro
e prendeu sua mão

ao meu lado esquerdo;
com a outra, livre,
desenhou o contorno dos lábios,
das faces,

do peito

e dos amores libertos
e despiu-se, por fim,
como quem desenha

o próprio corpo
nas delícias das flores

de um jardim;

Sussurrou, então, um convite
como quem talha a alma
apenas com a suavidade dos toques
em ritmo de delicadeza

e calma
ao mergulho na lua

e nas madrugadas

e debruçou-se, depois, azul e nua,
como quem envolve

o universo
de amores
no verso de ternura

e tintas lançadas
em revisitações

multicores.

© Pietro Nardella-Dellova, in Lettera di Viaggio, 2011

1 commento:

Analuka ha detto...

Belo poema, querido Mago das Letras!... Tintas e sementes lançadas, cultivadas, matizadas,bem dispostas e cuidadas, costumam gerar bonitos e benignos amores, flores e jardins!!!Que nossa semeadura poética e amorosa neste planeta seja fecunda, pulsante e prazerosa. Beijos pintados!