alla Filosofia Dialogica, Letteratura, Relazioni Internazionali, Scienze Interculturali, Diritti Umani, Diritto Civile e Ambientale, Pubblica Istruzione, Pedagogia Libertaria, Torah, Kabballah, Talmude, Kibbutz, Resistenza Critica e Giustizia Democratica dell'Emancipazione.



ברוך ה"ה







venerdì 3 febbraio 2012

Bella, a Vida em Cada uma das Estações ou, PEQUENO TEXTO PARA COMPARTILHAR


BELLA, A VIDA EM CADA UMA DAS ESTAÇÕES
OU, PEQUENO TEXTO PARA COMPARTILHAR

(...)
Não decida alguma coisa para a vida inteira, não decida pensando que seja para o resto da vida!

A vida não é uniforme, não é constante, não é um rio que se arrasta no deserto. A vida é violência, é mudança, é queda, é onda, é variação, é "devir"!

Decidir algo pensando na vida inteira ou, pior ainda, para o resto da vida, é um ato de imaturidade, de infantilidade e de perdição: o dia de amanhã não se chamará "a vida inteira", e mil variáveis, inclusive o acaso, interferirão no teu caminho!

Decida, sim, por etapas. Decida apenas até onde os teus olhos alcancem.

Não decida por profecia, prognósticos, advinhação ou pela vontade de alguém que tenha o poder: seja ele o teu irmão mais velho, teu pai-mãe, tua mãe-pai, o filho-vampiro, o filho-chefinho-pode-tudo, seja o prefeito, o governador, o presidente do teu país ou o presidente do país mais poderoso que o teu (e, muito menos, por quem te "deglutir" - real ou virtualmente - seja homem, mulher, gay ou fake (cônjuge, convivente, concubino, homoafetivo, virtual ou "por acaso") e, também, menos ainda, pela palavra do teu pastor, padre, rabino, pai-de-santo, médium (e respectivos espíritos doidos), mulá, guia espiritual, patrão, político (de direita e de esqueda), mensageiro, psicanalista, o juiz, o cabeleireiro, o promotor, o advogado, o escrevente, o oficial de justiça, o xerife, o aluno-monitor, o representante de sala-com-lista-abaixo-assinado, o zelador e outros usurpadores, tiranetes)

Rebele-se diante do poder em qualquer instância (na mesa, na praça, no sindicato, na prefeitura, no palácio, no fórum, no escritório, na escola, na ONU, na cama, no carro, no motel, no sofá, na boite, na internet, na igreja, na sinagoga, na mesquita, no centro, na loja, na academia, na diretoria, no salão, no condomínio, no grupo de estudo, no DP, no DA e no divam), pois todos eles, no que você chama "a vida inteira" ou "o resto da vida", te deixarão na tumba, sob terrinha e pedrinhas ou, feita em pó lançado ao vento.

Liberte-se pequena. Viva a vida, Bella. Viva-a em cada uma das suas estações!
(...)

(c) Pietro Nardella-Dellova, in Lettera di Viaggio, 2012
*

1 commento:

célia musilli ha detto...

Pietro, este seu post teve muito significado para mim hj, em momentos de decisão...sim, melhor ir por etapas. Bacio