alla Filosofia Dialogica, Letteratura, Relazioni Internazionali, Scienze Interculturali, Diritti Umani, Diritto Civile e Ambientale, Pubblica Istruzione, Pedagogia Libertaria, Torah, Kabballah, Talmude, Kibbutz, Resistenza Critica e Giustizia Democratica dell'Emancipazione.



ברוך ה"ה







domenica 31 gennaio 2016

CARNAVAL E O DISCURSO DA AUTOPUNIÇÃO

CARNAVAL 
E O DISCURSO DA AUTOPUNIÇÃO 
Pietro N-Dellova

Alguns religiosos, muito e estupidamente conservadores, consideram que não há motivo algum para o Carnaval. Não há motivo para os Blocos saírem  às ruas e cantarem, dançarem e fazerem de alguns dias a alegria e o desprendimento. Segundo os direitistas e religiosos conservadores e, também, esquerdistas que comem, bebem e defecam marxismos, a festa seria legítima se tudo estivesse em ordem, sem crises e sei-lá-o-quê! 

Julgam que o Brasil está na sua maior "crise"! Não sei se o excesso de religiosidade conservadora ou esquerdismo impermeabilizante, diria, as drogas usadas diuturnamente, fazem com que as pessoas percam memória histórica ou, quem sabe, impossibilite sua apreensão! 

Se as pessoas fossem esperar a crise chegar ao fim, estariam, então, desde 1500 esperando! Então, não façam sexo - até a crise acabar! Não dancem - até a crise acabar! Não bebam - até a crise acabar! Não façam festas e festins - até a morte chegar, digo, até a crise acabar! 

O que querem os direitistas e religiosos conservadores? O que querem os igualmente religiosos - e marxistas fundamentalistas? Que Jesus ressuscite! Que Marx ressuscite! E que o Reino da Glória seja estabelecido - sem Carnaval, apenas com harpas, corais e biscoitos! Querem condenar o mundo! Querem que o mundo se sinta culpado! Querem que o mundo faça autopunição! 

Não dance! Não ria! Não cante! Não beba! Não viva! Assim, com ares de superioridade moral, vão pregando suas idiotices ao mundo! Pois eu, que não sou sequer religioso e, muito menos conservador, aliás, nem marxista (pois Marx era um chato, tão chato e autoritário quanto Paulo de Tarso!), diria, alto e bom som: DANCE! RIA! CANTE! BEBA! VIVA! pois sempre haverá crises e, também, idiotas pregando a AUTOPUNIÇÃO e a CULPA DA HUMANIDADE!

Então, duas vezes mais: DANCE! RIA! CANTE! BEBA! VIVA! Ah, e mostre o dedo médio aos religiosos conservadores, moralistas, direitistas e autoritários defecantes!

Pietro N-Dellova 

*
*

Nessun commento: