alla Filosofia Dialogica, Letteratura, Relazioni Internazionali, Scienze Interculturali, Diritti Umani, Diritto Civile e Ambientale, Pubblica Istruzione, Pedagogia Libertaria, Torah, Kabballah, Talmude, Kibbutz, Resistenza Critica e Giustizia Democratica dell'Emancipazione.



ברוך ה"ה







venerdì 18 novembre 2016

SOBRE AS INSTITUIÇÕES, AGREMIAÇÕES E ALGUNS CANALHAS QUE AS FREQUENTAM

SOBRE AS INSTITUIÇÕES, AGREMIAÇÕES E ALGUNS CANALHAS QUE AS FREQUENTAM
Pietro Nardella-Dellova
O Ministério Público é uma estupenda Instituição? Sim. O Judiciário é uma estupenda Instituição? Sim. A Advocacia é uma estupenda Instituição? Sim. A Defensoria é um estupenda Instituição? Sim. A Universidade é uma estupenda Instituição? Sim. O Congresso Nacional é uma estupenda Instituição? Sim. A Presidência da República é uma estupenda Instituição? Sim. As Forças Armadas são uma estupenda Instituição? Sim. A Religiões católicas, protestantes, evangélicas, umbandistas, candomblecistas, espiritistas, hinduístas, muçulmanas, judaicas, são estupendas Religiões? Sim.
Tudo isso é estupendo, necessário, realmente organismos vivos dentro de uma estrutura social, civilizada, constitucional e liberal (nada contra os liberais!). Mas, em todas essas Instituições e Grupos, há canalhas, gente que não presta e que, sobretudo, não pode representar o todo.
Os Membros do MP, do Judiciário, da Advocacia, da Defensoria Pública, da Universidade, do Congresso, da Presidência da República, das Forças Armadas e das agremiações Religiosas, que agem como canalhas, contra o Direito e em flagrante violação à Constituição, merecem reprimenda, críticas severas, condenação pública? Sim, merecem - e devem ser questionados de forma contundente e inequívoca!
Todavia, seria mais honesto e eficaz, e menos dolorido socialmente, que cada membro e participante dessas Instituições e Agremiações, fizesse a crítica e manifestasse o repúdio (aos seus próprios pares), em vez de, ao contrário, fazer defesa "abstrata" da Instituição e Agremiação. Por isso mesmo, quando alguém questiona, critica e condena, publicamente, o Procurador "d", o Promotor de Justiça "c", o Juiz "s", o Advogado "r", o Defensor "k", o Professor "s", o Senador "r", o Deputado "e", o Presidente "m", o Militar "a", o Líder religioso "b" (dos que têm comportamento de canalha), não está ferindo ou atacando a Instituição ou Agremiação - de modo algum, exceto na cabeça osmótica de quem não pensa!
[© Pietro N-Dellova]

*
*

Nessun commento: